Páginas

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

PAULO ROCHA É CONDECORADO POR LUTA CONTRA O TRABALHO ESCRAVO

O senador Paulo Rocha (PT-PA) foi agraciado pelo ganhador do Nobel da Paz de 2014, o indiano Kailash Satyarthi, com o distintivo de defensor dos direitos humanos e combate ao trabalho escravo. Satyarthi disse ter presenciado “ um progresso impressionante” e o fortalecimento do trabalho de Paulo Rocha junto à sociedade brasileira no combate ao trabalho infantil nos últimos 20 anos.
As disputas nas instituições democráticas são poderosas e efetivas e a democracia tem se aprofundado e fortalecido este trabalho - analisou o ativista indiano.
O senador acompanhado de um grupo dedicado ao combate ao trabalho escravo no país, foi recebido no plenário pelo presidente daquela casa, Renan Calheiros, que disse que esse combate é uma luta de todo o Brasil e caracterizou como histórica a promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 81, pelo Senado, em 2014.
- A violação ao direito ao trabalho digno impacta a capacidade da vítima de realizar escolhas segundo a sua livre determinação. Isso também significa reduzir alguém à condição análoga à de escravo - afirmou Renan Calheiros.
O PLS 432/2013, se encontrava em regime de urgência para votação em Plenário, mas foi retirada de pauta a pedido de alguns senadores. Durante a visita de Kailash Satyarthi, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) entregou ao vice-presidente, Jorge Viana, um documento assinado por todos os líderes dos partidos pedindo que o PLS 432/13 tramite em todas as comissões permanentes.

Quase 10 mil militares atuarão contra o Aedes

Quase 10 mil militares das Forças Armadas atuarão no dia 13 de fevereiro, em oito cidades do estado do Pará fazendo campanha contra o mosquito Aedes aegypti.

Os 9,5 mil militares irão às ruas para distribuir material impresso com orientações para a população sobre como manter a casa livre dos criadouros do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e do Zika vírus.

Essa será a segunda etapa da campanha contra o mosquito. Na primeira, iniciada em 29 de janeiro, as Forças Armadas realizam um mutirão de limpeza em 1.200 unidades militares espalhadas pelo País. Essa fase se encerra nesta quinta-feira.

A ação vai ocorrer simultaneamente em todo o País, com o total de 220 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica mobilizados. A meta é visitar três milhões de residências em 356 municípios, incluindo todas as cidades consideradas endêmicas, de acordo com indicação do Ministério da Saúde, e as capitais do País.

Ainda estão previstas duas etapas da campanha de combate ao Aedes. Entre os dias 15 e 18 de fevereiro, 50 mil militares, sob a coordenação do Ministério da Saúde, farão visitas nas residências, acompanhados por agentes de saúde, para inspecionar possíveis focos de proliferação, orientando os moradores e, se for o caso, fazendo aplicação de larvicida em criadouros.

A última etapa, ainda em fase de elaboração com o Ministério da Educação (MEC), prevê a participação de visitas a escolas.

Dados divilgados pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), nesta quinta-feira (04), mostram que quase 200 casos de dengue foram registrados no Pará este ano.

(DOL)

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

IFPA divulga edital para contratação de professor


O Instituto Federal do Pará (IFPA), enfim, tornou público o edital para contratação de professores substitutos para o campus Belém. O extrato do Processo Seletivo Simplificado foi publicado no Diário Oficial da União no dia 28 de janeiro e desde então a expectativa dos concurseiros era de conhecer todos os detalhes do processo seletivo, cujas inscrições começam já nesta sexta-feira (5).

O DOL traz os detalhes pra você!

As 17 vagas ofertadas estão distribuídas nas seguintes áreas: Administração, Informática, Direito, Economia, Estatística, Geografia, História, Letras/Espanhol, Letras/Português, Matemática/Cálculo, Medicina, Sociologia e Telecom. Os vencimentos básicos variam de R$ 1.966,67 a R$ 2.814,01, podendo chegar a R$ 5.143,41, de acordo com a titulação do candidato.

Acesse todas as informações do edital aqui!

As remunerações poderão ser acrescidas de: auxílio-transporte; auxílio pré-escolar no valor de R$ 321 por dependente, até os 5 anos, 11 meses e 29 dias de idade; auxílio-alimentação de R$ 458  para carga horária de 40h semanais.

As inscrições só podem ser feitas pelo site, até o dia 15 de fevereiro. A taxa de inscrição é de R$ 100.

O Processo Seletivo Simplificado terá duas etapas: prova de Desempenho Didático, de caráter eliminatório e classificatório; e prova de Títulos, de caráter classificatório. A primeira etapa está marcada para o dia 28 de fevereiro.

Mais informações na Central de Atendimento, pelo eletrônico substituto.belem@ifpa.edu.br, no horário das 08h às 11h e das13h às 17h.

(Bernadeth Lameira)

Fonte  DOL 

Monte Alegre tem a maioria dos casos de dengue no Pará

 Município registrou 56 ocorrências no ano. Zika vírus tem 5 casos confirmados no Estado

O município de Monte Alegre, oeste paraense, registrou a maioria dos casos de dengue no Pará confirmados pela Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) em 2016. Foram 56 casos registrados no ano, segundo o Informe Epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (4).

Foto: Arquivo (O Liberal)


Ao todo foram registrados 191 casos de dengue no Estado. Houve redução de 33,44% nos casos de dengue em relação ao mesmo período do ano passado quando foram registrados 287 confirmações. O boletim mostra ainda cinco casos confirmados de zika vírus e um importado de febre chikungunya.

Além de Monte Alegre, há maior incidência de casos de dengue registrados em Oriximiná (15), Belém (13), Santana do Araguaia (8), Benevides (7) e Canaã dos Carajás (4). Não houve registro de morte por dengue em 2016 no Estado, de acordo com a Sespa.

A secretaria informou que o vírus da febre chikungunya está controlado e não há registro de transmissões ocorridas dentro do Estado. No ano passado foram registrados 14 casos importados da doença no Pará.

Hoje o Ministério da Defesa anunciou que aproximadamente 9,5 mil militares das Forças Armadas atuarão na campanha contra o mosquito Aedes aegypti em oito cidades paraenses no próximo dia 13. A ação ocorre em Altamira, Belém, Benevides, Itaituba, Marabá, Marituba, Santarém e Tucuruí.

A distribuição do efetivo foi feita considerando as cidades com maior incidência das doenças transmitidas pelo mosquito e municípios que contam com organizações militares instaladas.

Fonte ORM NEWS

domingo, 24 de janeiro de 2016

Prefeito de Goianésia é assassinado em velório

O prefeito João Gomes “Russo”, de Goianésia do Pará, no sudeste paraense, foi assassinado na noite deste domingo (24) quando participava de um velório.

Testemunhas contaram que dois homens de capacete chegaram ao local e dispararam à queima-roupa contra o prefeito, que morreu na hora. Em seguida, os suspeitos fugiram de moto.
Pelos aplicativos de mensagens, imagens que seriam do prefeito assassinada foram compartilhadas (Foto: via WhatsApp)

A Polícia Militar iniciou busca pelos assassinos logo após o assassinato.

Estradas foram fechadas na tentativa de encontrar os executores do crime. Até a publicação da reportagem, os suspeitos ainda não haviam sido localizados.

Russo tinha 62 anos e foi eleito em 2012, pelo PR, com 6.070 votos (34,81%). Estava no primeiro mandato eletivo.

A Câmara de Vereadores de Goianésia do Pará deverá se reunir, extraordinariamente, na manhã desta segunda-feira (25) para dar posse imediata ao vice-prefeito Antônio Pego, conhecido como "Tonhão".

(DOL com informações de Wellington Hugles/Diário do Pará)

Fonte DOL

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Suspeito de mandar matar os pais chega em Altamira

Henrique Buchinger Alves, 26 anos, suspeito de mandar matar os pais e o irmão mais velho, em Altamira, região sudeste do Pará, chegou no município por volta de 12h30 desta sexta-feira (22). Ele saiu de Goiânia (GO) na manhã de hoje, onde esteve preso desde terça-feira (19).

O jovem foi transferido para o Pará em um voo comercial e só saiu da aeronave depois que todos os passageiros desceram. Henrique escondia as mãos algemadas com um tecido e parecia bastante abatido.

Um grande esquema policial foi montado no aeroporto para recebê-lo. Assim que chegou, ele foi escoltado e encaminhado a Superintendência Regional do Xingu, onde está prestando depoimento ao delegado responsável pelo caso, Vinícius Dias.



Um forte esquema de segurança foi montado para encaminhar Henrique para a delegacia. Foto: Divulgação/Felype Adams.

Em frente a delegacia, o Demutran e policiais da Tropa de Choque fecharam o trânsito, e o expediente chegou a ser suspenso por alguns minutos, até que Henrique entrasse no prédio.

 Fonte DOL

UFPA divulga listão de aprovados nesta sexta-feira

 Estudantes que se empenharam nos estudos aguardam resultado ansiosos

A tradicional marchinha do vestibular vai ressoar por todo o Estado, hoje (22), com a liberação do listão de classificados no Processo Seletivo 2016 (PS 2016) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Ao todo, foram feitas 110.639 inscrições e a instituição ofertou 6.905  vagas em 171 cursos de graduação em 20 municípios paraenses,1.255 das quais ofertadas pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU), do Ministério da Educação (MEC). Hoje também é a data para que os aprovados no SiSU de Belém e Ananindeua, divulgados na última segunda-feira, apresentem a documentação exigida pela UFPA e garantam a vaga.

Medicina e Educação Física foram os cursos mais concorridos na demanda aberta, com 42,93 candidatos por vaga e 32,89 pessoas para uma vaga, respectivamente.  A UFPA informou que pouco mais de 120 inscrições apresentaram algum problema e não tiveram nota fornecida pelo MEC, o que representa cerca de 0,09% do total de inscritos. Em geral, esse número é referente a candidatos que faltaram às provas do Enem ou que cadastraram dados erradamente na UFPA ou no sistema de inscrição do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).
Os nomes dos novos universitários devem ser conhecidos a partir das 9h, com relação afixada em frente ao Centro de Eventos da UFPA e publicação no portal www.ufpa.br, meia hora após o início da transmissão pelas emissoras de rádio. Após o resultado, a próxima etapa aos calouros será a habilitação ao vínculo institucional, em fevereiro. Os irmãos gêmeos Gabriel Coelho Fernandes e Gabrielle Coelho Fernandes, 18 anos, estão ansiosos pelo anúncio dos aprovados. Depois de um ano de rotina pesada de estudos, a família toda está na expectativa.

“Eu fiz para Fisioterapia e ela quer Enfermagem. Cursamos o convênio e estudamos muito, voltando para casa só de noite, com aulas e simulados aos finais de semana. Fizemos uma boa prova no Enem, mas estou ansioso por mim e pela minha irmã também, porque ela tentou só o processo seletivo da UFPA”, contou ele, que já está matriculado em Fisioterapia em uma faculdade particular, mas vai optar pela UFPA se aprovado. Para hoje, eles decidiram ouvir o listão em casa, em vez de ir para o colégio, e esperam que a festa seja grande por uma aprovação dupla.

Por ORMNEWS

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Justiça bloqueia bens do deputado Wladimir Costa

O juiz Deomar Alexandre de Pinho Barroso, da 1ª Vara Cível e Empresarial de Barcarena, determinou o bloqueio de bens do deputado federal Wladimir Costa, o Wlad (SDD). Ele também ordenou a quebra dos sigilos fiscal, bancário e telefônico do assessor direto do deputado, Ildefonso Augusto Lima Paes, e do servidor da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Emersom Gleyber Leal de Souza, entre outras pessoas.

Eles são acusados de participar de um esquema de desvio de recursos públicos a partir de um convênio fechado entre uma ONG do deputado e a Seel. A secretaria é controlada politicamente por Wladimir, que integra a base de apoio parlamentar ao governador Simão Jatene (PSDB). Na mesma liminar, o magistrado determinou o bloqueio e indisponibilidade dos bens dos envolvidos. Emerson e Ildefonso também foram afastados de suas funções públicas, para não prejudicar as investigações.

Segundo a ação civil pública de improbidade administrativa, movida pelo Ministério Público Estadual (MPE), por meio do promotor Daniel Henrique de Azevedo, a ONG Instituto Nossa Senhora de Nazaré de Educação, Esporte e Lazer, no município de Barcarena, recebeu R$ 230 mil da Seel em 2012. Segundo o promotor, esta ONG pertence ao deputado Wladimir Costa. O recurso repassado pela secretaria deveria ser empregado em um projeto de aulas de canoagem para jovens na praia do Caripi, em Barcarena, que nunca aconteceram. Ainda assim, o recurso não foi devolvido ao erário público.

Moradores de Barcarena afirmaram que nunca ouviram falar de nenhum projeto de canoagem que tenha ocorrido no município ou na Vila dos Cabanos nos últimos 3 anos. Segundo a ação, no início do projeto, em outubro de 2012, os R$ 230 mil foram transferidos pelo Estado para a ONG de Wladimir Costa e sacados no mesmo dia, em espécie. A prestação de contas, que detalharia os pagamentos às empresas que supostamente teriam realizado os serviços ou fornecido os produtos, só ocorreu em abril e maio de 2013, ou seja, 6 meses depois do recurso utilizado.

ESQUEMA

Na ação, o MPE ressalta ainda que o “esquema ilícito de apropriação de verbas públicas” era realizado com o apoio e participação direta de Emerson Gleyber Leal de Souza, servidor público comissionado da Seel. Ele era responsável pela fiscalização e cumprimento dos termos do convênio 047/2012, firmado entre a ONG e a Seel. O MPE também aponta que o envolvimento de Gleyber “contava com um líder chamado Wladimir Afonso da Costa Rabelo, que idealizou toda a operação, controlando as atividades de seus executores diretos”.

Além disso, o MPE também destacou na ação - reproduzida na decisão do magistrado - que, na condição de deputado federal, com acesso a diversas secretarias do Estado, Wlad “conseguiu orientar seus comparsas” sobre como acessar verbas públicas de convênios decorrentes de programas governamentais. A Seel informou que não pode se manifestar sobre o caso porque este processo faz referência a um convênio celebrado em 2012, antes de a atual gestão assumir. O DIÁRIO pediu posicionamento de Wlad, por meio da sua assessoria de gabinete, mas não obteve retorno.

TODOS OS ACUSADOS TÊM ENVOLVIMENTO COM O DEPUTADO

No total, a Justiça estadual determinou a quebra dos sigilos fiscal e bancário e a indisponibilidade dos bens de 9 pessoas, 5 empresas, da Fundação Barcarena de Comunicação e Assistência Social (Rádio Metropolitana FM) e da ONG Instituto Nossa Senhor de Nazaré de Educação, Esporte e Lazer.

Todas as pessoas físicas e jurídicas envolvidas, segundo denúncia do MPE, giram em torno do deputado Wladimir Costa e estão envolvidas diretamente no esquema de desvio de verbas públicas.

Como Wladimir é deputado federal, a competência criminal das investigações será deslocada para a Procuradoria Geral da República (PGR) mas, na esfera cível, o processo continuará correndo normalmente na Justiça estadual.

Fonte Diário do Pará)

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Jader Barbalho dividiu R$ 6 milhões com Renan Calheiros

 Ele também afirmou que ajudou a destinar US$ 6 milhões de propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho


Arte: J. Bosco

Em dezembro, foram divulgados detalhes do depoimento do ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró, que disse aos investigadores da Operação Lava Jato que apurassem o pagamento de propina aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Jader Barbalho (PMDB-PA) e Delcídio do Amaral (PT-MS). Cerveró negociou sua delação com a Procuradoria Geral da República, em troca de redução de penas nos processos a que responde na Lava Jato. As informações são do Portal G1.
Cerveró disse que se comprometeu a repassar US$ 2,5 milhões ao senador Delcídio do Amaral, por diversos contratos firmados na área internacional da Petrobras. Ele também afirmou que ajudou a destinar US$ 6 milhões de propina para Renan Calheiros e Jader Barbalho. Entre os contratos suspeitos está a construção de navios-sonda e a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O ex-diretor da Petrobras disse que, em um jantar na casa de Jader Barbalho, em Brasília, teria assumido o compromisso de repassar US$ 6 milhões para o PMDB, com a contratação de dois naviossonda pela estatal. Na ocasião, o também senador Renan Calheiros estava presente. Segundo o delator, o dinheiro chegou a ser repassado e ajudou o partido na campanha de 2006.
No depoimento, Cerveró diz que em 2007 o cargo ficou ameaçado por manobras políticas de membros do PMDB para destitui-lo. Após procurar Rondeau, Jader e Renan, obteve apenas negativas, pois todos estavam politicamente fragilizados, em virtude de escândalos de corrupção envolvendo os nomes deles. Ao receber a notícia da exoneração, feita pessoalmente pelo então ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ainda em 2007, disse que ele seria indicado para a diretoria financeira da BR Distribuidora – uma subsidiária da Petrobras –, em virtude do reconhecimento dos esforços para ajudar a angariar os recursos que o PMDB.

Cerveró comandou a diretoria até 2014, quando a presidente Dilma Rousseff o exonerou, devido às descobertas de irregularidades na compra da refinaria de Pasadena. leia mais

Fonte ORMNEWS

Helder recebeu quase R$ 6 mi de empreiteiras denunciadas

A maior doação para o filho do honestíssimo senador Jader Barbalho (PMDB)

Derrotado nas eleições de 2014 na disputa para o governo do Estado por Simão Jatene (PSDB), o atual ministro da Secretaria dos Portos, Helder Barbalho, recebeu quase R$ 6 milhões de doações de empreiteiras denunciadas - e algumas já condenadas - na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, no maior escândalo de corrupção da história do Brasil.

A maior doação para o filho do honestíssimo senador Jader Barbalho (PMDB) - já denunciado na Operação Lava Jato por ter supostamente recebido uma propina de US$ 6 milhões ao lado dos senadores Renan Calheiros (PMDB) e Delcidio Amaral (PT) - veio da maior empreiteira do país, a Norberto Odebrecht (o presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, está preso), que doou R$ 1,2 milhão para a milionária e derrotada campanha de Helder. Para se ter uma ideia do volume de recursos repassado para Helder, a Odebrecht colaborou com a campanha de Simão Jatene com pífios R$ 1.075,00.
O site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) comprova também que Helder Barbalho recebeu R$ 900 mil da constutora Andrade Gutierrez, R$ 1 milhão da Brasken, R$ 530 mil da empreiteira Queiroz Galvão e inacreditáveis R$ 2 milhões, 175 mil do grupo JBS, que controla entre outras empresas, a Friboi, que mantém frigoríficos e matadouros no Estado do Pará.
As empreiteiras Norberto Odebrecht e Andrade Gutierrez participam da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, sudeste do Pará, onde empreiteiros confessaram ao juiz federal Sergio Moro, que comanda os inquéritos da Operação Lava Jato, reconheceram ter pago R$ 100 milhões em propinas a políticos do PMDB de do PT.
O honestíssimo pai de Helder, Jader Barbalho, já foi denunciado duas vezes por corrupção na Operação Lava Jato: a primeira, pelo ex-diretor internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, e a segunda pelo lobista Fernando Soares, o Baiano, apontado pela Polícia Federal e pelos procuradores da República que integram a Força-Tarefa da Lava Jato, como principal operador do PMDB no esquema corrupto da Petrobras.
Apesar das doações milionárias que recebeu de empreiteiras denunciadas na Lava Jato para sua campanha eleitoral ao governo do Estado, em 2014 - disparada, a mais cara do Pará - Helder Barbalho perdeu no segundo turno para Simão Jatene por uma diferença superior a 100 mil votos.
Isso, quando o diário de campanha do filho de Jader divulgava, na véspera da eleição, pesquisa encomendada mostrando que Helder mantinha uma vantagem de 13 pontos percentuais sobre Jatene. Resultado: na mansão de R$ 6 milhões de Helder num luxuoso condomínio em Ananindeua, um jantar regado a bacalhau, caviar e champanhe - preparado para festejar a vitória - acabou na cesta de lixo.

Fonte ORWNEWS

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Belo Monte poderá ter problemas para escoar energia

 A Usina Hidrelétrica Belo Monte, no Rio Xingu, sudoeste paraense, vai acionar as primeiras turbinas nos próximos meses, mas poderá ter problemas para escoar a energia gerada para outras regiões do país. Em um primeiro momento, quando a geração de Belo Monte ainda estiver baixa, a energia será transmitida diretamente para o Sistema Interligado Nacional, pela subestação Xingu, situada no município paraense de Vitória do Xingu. No entanto, quando a geração aumentar, pode haver dificuldades para escoar toda a energia.

As linhas de transmissão que deverão levar a energia de Belo Monte à Região Nordeste estavam sendo construídas pela empresa Abengoa, mas as obras foram paralisadas no fim do ano passado porque a matriz da empresa, na Espanha, entrou em recuperação judicial. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o atraso nesses empreendimentos poderá restringir a geração de energia em Belo Monte até a entrada da primeira grande linha de transmissão do empreendimento.

“Considerando as previsões atuais dos agentes, é bastante provável que haja restrição de geração no período de novembro de 2016 a julho de 2017”, diz um relatório sobre o setor de transmissão publicado recentemente pela agência reguladora. O principal empreendimento da Abengoa, que foi paralisado, é a linha de transmissão que interliga a usina a Miracema do Tocantins. A linha, que deverá passar por 22 municípios, foi licitada em 2013 e deveria entrar em operação em agosto deste ano. Mas, com os atrasos, só deve começar a transmitir energia em setembro de 2017, segundo relatório de fiscalização da Aneel.

De acordo com previsões da Aneel, a usina começará gerando menos de 1 mil megawatts e chegará ao fim do ano com geração de mais de 3 mil megawatts. A capacidade de geração aumentará gradualmente, com a entrada em operação de novas turbinas, e a potência máxima da usina, estimada em 11,2 mil MW, deve ser alcançada no início de 2019.

As duas maiores linhas de transmissão de Belo Monte, que vão levar a energia para o Sudeste, só devem ficar prontas em 2018 e 2019. Esses dois empreendimentos estão com o cronograma em dia, segundo relatório da Aneel. O primeiro bipolo foi leiloado em fevereiro de 2014 e vai levar a energia da Subestação Xingu até Estreito, Minas Gerais. A linha, de 2 quilômetros de extensão, deve ficar pronta em 2018 e está sendo construída pelo consórcio formado pelas empresas Eletronorte, Furnas e State Grid. O segundo bipolo, leiloado em julho do ano passado, vai até Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e deve estar pronto em dezembro de 2019. O empreendimento está sendo construído pela State Grid e terá 2,5 quilômetros de extensão.

Para o professor Nivalde de Castro, coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a questão da transmissão deve ser um grande problema para o empreendimento. A falta das linhas de transmissão da Abengoa demonstra, segundo ele, o sintoma de que o segmento de transmissão está em crise preocupante.

“A questão de transmissão é o grande problema como um todo, não só para Belo Monte. Este, hoje, é o segmento que mais preocupa porque pode desestruturar o planejamento do setor elétrico que busca manter o equilíbrio dinâmico entre oferta e demanda. Estamos tendo capacidade de gerar e não vamos poder atender à demanda por falta de linhas de transmissão porque o setor entrou em uma crise muito preocupante”, disse. Castro lembra que nos últimos leilões de transmissão vários lotes ficaram sem compradores e que, nos próximos leilões, poderá não haver interessados suficientes para participar da competição.

Por ORMNEWS

Aproveite a oferta: roube e delate. ‘Lojas Moro’ dão 97,5% de desconto na cadeia

  A contabilidade apresentada hoje pela Folha é de cair o queixo.

Os ladrões do dinheiro público incriminados na Lava Jato receberam um “descontão” nas penas graças ao apetite dos procuradores da República e o juiz Sérgio Moro de obter delações premiadas cada vez mais suculentas e que construam o caminho para chegar aonde desejam chegar.

As condenações de 13 delatores, que somavam 283 anos e 9 meses baixaram a meros 6 anos e 11 meses.

E, assim mesmo, para alguns “privilegiados”: Alberto Youssef, com 3 anos, Fernando Baiano Soares, um e Nestor Cerveró – que ainda está negociando melhores condições, um ano e meio. Os três ficaram com 80% das penas de reclusão em regime fechado que sobraram depois da “grande liquidação” das “Lojas Moro”.

É tão chocante que reproduzo aí ao lado o recorte do jornal, para que não se ache que o louco é este blogueiro aqui.

Inaugurou-se um precedente terrível.

O advogado –  e jurista respeitadíssimo – Antonio Carlos Mariz de Oliveira resume a indignação de pessoas de bem com o que está acontecendo:

“Dá-se uma credibilidade absoluta à palavra do delator, que na verdade está delatando pura e simplesmente para se ver livre de prisões”. “[O delator] Delata e fala o que as autoridades queiram que ele delate e fale”, afirma Mariz.

Pior é que, a prevalecer este absurdo, estará inaugurada uma nova forma de roubar o Estado e sair, praticamente impune: delate seu cúmplice ou algum outro dirigente público ou político que desagrade e sobre quem você possa colocar suspeitas ao gosto da mídia.

E sair livre, só com uma pulserinha no tornozelo, para gozar as mansões, lanchas e outros apetrechos que lhe sobraram, depois que você devolveu parte do roubo.

Aproveite, é por pouco tempo, porque alguém vai acabar acordando para isso e os tribunais, amedrontados pela ditadura pró-Moro que impera na mídia e vai por fim a esta festa imoral.

Por Conversaafiada

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

REALMENTE ESTES SERÃO OS FUTUROS CANDIDATOS A PREFEITO DE ITAITUBA????

 Vem sendo cogitado os nomes de 4 ou mais pretensos pré-candidatos ao maior cargo do executivo municipal de Itaituba para 2016.

A atual prefeita Eliene Nunes não por direito como geralmente e  vinculado, pois o fato dela ser prefeita não garante o direito de concorrer a reeleição, isto depende de algo como o seu próprio interesse ou não em concorrer, pode depender também de como o mesmo estiver avaliado na ocasião e o mais importante, se a executiva do partido local que na qual a prefeita será afiliada( pois no momento se encontra sem partido) vai dar o aval para ele concorra a mais um mandato, pois essa decisão não é unilateral e sim colegiada.

Além da Prefeita atuante existem outros nomes citados dentre eles: o Ex- Prefeito Valmir Climaco, Ivan Dalmeida, e Paulo Gilson.
São tantos Possíveis  Candidatos que, se as Eleições fosse hoje, ficaria difícil de escolher.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Justiça suspende licença de Belo Monte por descumprimento de decisão judicial, diz MPF

A Justiça Federal de Altamira (PA) suspendeu a licença de operação da hidrelétrica Belo Monte até que a Norte Energia, responsável pela usina, e o governo brasileiro cumpram obrigação de reestruturar a Funai (Fundação Nacional do Índio) para atendimento da população afetada pelo projeto, afirmou nesta quinta-feira (14) o Ministério Público Federal no Estado.
"A decisão que suspende a licença de Belo Monte é de 11 de janeiro. Depois que for notificado, o Ibama tem prazo de cinco dias para paralisar o enchimento do reservatório", afirmou o MPF no Pará, em e-mail enviado à imprensa.
Belo Monte será a terceira maior hidrelétrica do Brasil. A expectativa da Norte Energia é de que a usina, no rio Xingu (PA), com 11.233 MW de capacidade instalada, comece a gerar energia em fevereiro, com novas turbinas sendo ligadas a cada dois meses.
Procurada, a Norte Energia afirmou que "cumpriu todas as determinações e obrigações do licenciamento ambiental do empreendimento" e explicou que ainda não foi notificada pela Justiça sobre a decisão publicada pelo MPF nesta quinta.
A reestruturação da Funai, disse o MPF, era uma condicionante para a licença prévia do empreendimento, concedida em 2010, e também foi ordenada, por meio de liminar pela Justiça, após pedido do MPF feito em 2014 e concedido em janeiro do ano seguinte.
"Até hoje, com todos os impactos atingindo severamente os povos indígenas, a reestruturação não aconteceu", afirmou O MPF.
Além da suspensão, a juíza responsável pelo caso, Maria Carolina Valente do Carmo, multou a União e a Norte Energia em R$ 900 mil, pelo descumprimento de ordem judicial.
Na liminar apresentada em 2015, a Justiça determinou a apresentação, em 60 dias, de um plano de reestruturação, que deveria incluir a construção de sede própria para a Funai e contratação de pessoal para atender as demandas geradas por Belo Monte no atendimento aos oito povos indígenas impactados.
"O governo e a Norte Energia não apresentaram o plano até hoje e o MPF comunicou à Justiça o descumprimento e solicitou medidas mais rigorosas", afirmou o MPF.

Fonte  UOL

Humorista Shaolin morre em Campina Grande

 Laudiceia Veloso, viúva do artista, publicou informação em rede social.
Shaolin morreu após uma parada cardiorrespiratória.

O ator e comediante Josenilton Veloso, o Shaolin, morreu aos 44 anos nesta quinta-feira (14) após uma parada cardiorrespiratória, em uma clínica particular de Campina Grande, no Agreste da Paraíba. Shaolin recebia cuidados médicos em casa desde 2011, após sofrer um acidente.
A informação foi publicada no Facebook de Laudiceia Veloso, viúva do artista.
"#‎LUTO‬ Depois de 1821 dias, nosso guerreiro terminou sua batalha. É com muita tristeza que divido a nossa dor com todos vocês. Shaolin apresentou um quadro febril nesta terça e que, infelizmente evoluiu para uma infecção, precisando de internação imediata. Recebemos a notícia do hospital, neste momento, que ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. As informações sobre velório e local de sepultamento, divulgarei mais tarde. Obrigada a todos pelas orações e pela força!", informou a viúva pela rede social.
 Familiares do artista informaram que o velório e o enterro vão acontecer no cemitério Campo Santo Parque da Paz, na avenida Assis Chateaubriand, número 5.460, no bairro Velame, em Campina Grande. O velório fica aberto ao público das 11h (horário local) até as 15h, quando a cerimônia será reservada à família. O enterro está marcado para às 17h.
'Alegria de viver'
Apesar de estar acamado após quase cinco anos de acidente de carro, Shaolin, tinha alegria de viver. Isso é o que diz o cunhado do artista, Ricardo Santos. Segundo ele, Shaolin começou a ter complicações na terça-feira (12), quando apresentou um quadro de febre. "Laudiceia [esposa de Shaolin] medicou ele em casa com a orientação dos médicos, Shaolin reagiu, a febre passou na terça-feira mesmo", explicou Ricardo Santos.

Por G1

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Em Altamira, manifestantes pedem paz e esclarecimento de crimes

Manifestação ocorre na manhã desta quarta-feira, 13.
Na semana passada, pai, mãe e filho morreram após um suposto roubo.
Do G1 PA
 Sociedade protesta contra a violência e pede paz em Altamira. (Foto: Wilson Soares)

Entidades civis e religiosas e a população em geral realizam na manhã desta quarta-feira (13) uma manifestação pública em uma das principais ruas de Altamira, no sudoeste do Pará. Eles pedem paz e esclarecimentos dos casos de violência que vêm assustando a sociedade.
Na semana passada, pai, mãe e filho morreram após um suposto roubo a residência deles. O crime ainda não foi esclarecido. Uma missa de 7º dia está marcada para às 19h desta quarta-feira, na Igreja São Francisco.
Parentes e amigos de família assassinada participam do protesto Altamira Pará   (Foto: Elizabete Pereira/ Arquivo Pessoal)

Parentes e amigos de família assassinada participam do protesto. (Foto: Elizabete Pereira/ Arquivo Pessoal)

Uma carta pública assinada por 26 entidades foi encaminhada a representantes dos governos Federal, Estadual e Municipal pedindo providências para melhorar a segurança pública na cidade.
Para Antônia Melo, representante do Movimento Xingu Vivo, a violência está relacionada ao desemprego crescente na cidade. “O desemprego toma conta aqui. Os trabalhadores foram dispensados, aumenta o desespero, as pessoas não podem voltar e ficam aqui sem as mínimas condições. Claro que isso não dá direito de praticar violência, mas infelizmente a humanidade é assim, muitos querem se dar bem de qualquer maneira”, afirma.

Centenas de pessoas participaram da manifestação pelas ruas do centro comercial de Altamira. Muitos comerciantes não abriram as lojas em apoio a manifestação, que contou ainda com a participação de mototaxistas da cidade.  (Foto: Elizabete Pereira/ Arquivo Pessoal)
Centenas de pessoas participaram da caminhada pelas ruas do centro de Altamira. Muitos comerciantes não abriram as lojas em apoio a manifestação, que contou ainda com a participação de mototaxistas. (Foto: Elizabete Pereira/ Arquivo Pessoal)

Fonte G1PA

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

FAMÍLIA E ASSASSINADA POR CRIMINOSOS NA CIDADE DE ALTAMIRA


A polícia ainda não sabe explicar o motivo do triplo homicídio na Rua Anchieta, bairro Sudam 1 em Altamira, sudoeste do Pará, ocorrido nesta madrugada de quinta-feira (07), por volta de 1h, quando 4 homens armados entraram na casa da família Buchinger e fizeram reféns, marido, esposa e 3 filhos, um casal de filhos foi colocado dentro de um banheiro.
Luiz Alves e a Esposa Irma Buchinger acompanhados do filho de 27 anos Ambrósio Neto, foram algemados com braçadeiras de plástico, os assaltantes então reviraram a casa em busca de dinheiro e alguns documentos, depois mataram os 3 e fugiram usando um carro da família.
Os dois filhos que ficaram no banheiro conseguiram escapar pulando a janela que dá acesso para fora do quarto no segundo andar, eles acionaram a polícia logo em seguida, Samu e Bombeiros foram acionados, porém marido, esposa e filho estavam mortos.
Mais detalhes você acompanha no SBT Altamira desta quinta-feira.

SBT Altamira 

Casos de dengue cresceram 51,60% em um ano no Pará

4.944 casos da doença em 2015. Em 2014, foram 3.261

O Estado do Pará apresentou em 2015 aumento de 51,60% na quantidade de doentes com dengue em relação a 2014. São 4.944 casos da doença em 2015 contra 3.261 ocorrências em 2014. Essas informações constam do 14º Informe Epidemiológico de 2015, emitido e divulgado ontem pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Foram registrados e confirmados no Estado 14 casos de febre chikungunya e 42 pacientes com zika. Em relação à zika, o cenário paraense vem se mantendo estável desde o início de dezembro. As três doenças são transmitidas pelo mesmo vetor, o mosquito Aedes aegypti.

De acordo com a Sespa, dos 13 municípios paraenses com maior ocorrência da dengue, Belém ainda lidera o ranking, com 1.201 casos confirmados no decorrer de 2015. No ano anterior, 365 pessoas desenvolveram a doença. Este ano, o cenário da dengue foi mais abrangente em Parauapebas, com um total de 377 casos confirmados; seguido por Altamira, com 257; Senador José Porfírio (185), Marituba (163), Canaã dos Carajás (148) e Ananindeua (124).

Como em 2014, cinco mortes por dengue foram confirmadas ao longo de 2015, sendo duas na capital e outras três em Altamira, Irituia e Rurópolis. O óbito ocorrido no município de Breves, relatado em dezembro do ano passado, foi descartado e retirado por ter tido resultado laboratorial para leptospirose.

As secretarias municipais de Saúde, de acordo com orientação da Sespa, devem informar num período de 24 horas a ocorrência de casos graves e mortes suspeitas. A execução de ações contra a dengue é de competência dos municípios, abrangendo, entre outras ações, destacar agentes de controle de endemias para fazer visitas domiciliares. A Sespa monitora os 144 municípios do Estado que receberam o incentivo do Ministério da Saúde para vigilância, prevenção e controle da dengue, e distribui às prefeituras inseticidas (larvicidas e adulticidas) para o controle. A Secretaria também faz visitas técnicas aos municípios para assessoramento das ações do programa da dengue, além de apoiar a capacitação sobre a febre chikungunya.

Vírua

O vírus da febre chikungunya também está controlado e não há registros de transmissões ocorridas dentro do Estado. Em 2015, 14 casos importados da doença foram confirmados no Pará por critério laboratorial adotado pelo Instituto Evandro Chagas (IEC). Os vírus da dengue, chikungunya e zika levam a sintomas parecidos, como febre e dores musculares, mas as doenças têm gravidades diferentes, sendo a primeira a mais perigosa. A dengue é caracterizada por febre repentina, dores musculares e falta de ar. A forma mais grave da doença é caracterizada por hemorragias e pode levar à morte. leia mas 
Por Ormnews

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

ARATAÚ: Trânsito volta a ficar interrompido no local


A CHUVA ELEVOU O NÍVEL QUE RIO, QUE COBRIU O DESVIO DO DNIT

Dezenas de veículos estão sem poder cruzar o Rio Arataú em um desvio construído pelo DNIT, entre as cidades de Novo Repartimento e Pacajá, no centro-oeste do Pará, é que nesta manhã de quarta-feira (06) as fortes chuvas na região elevaram o nível do Rio, a força da água submergiu o desvio e pode levar toda a estrutura construída, a qualquer momento.
Filas de carros estão se formando dos dois lados do rio, algumas pessoas conseguem passar pelo desvio a pé, porém o risco de serem levadas pela correnteza é grande. Equipes do DNIT já estão no local e avaliam outro plano emergencial, uma vez que o desvio também foi construído apenas como medida paliativa e não definitiva.

Uma ponte metálica de uso do exército brasileiro deve ser usada provisoriamente, enquanto é feita a construção ou reforma da ponte antiga, como já havia cogitado o DNIT. Até a manhã desta quarta-feira 06, não foi repassado nenhuma informação de uso do flutuante que nos primeiros dias que a ponte caiu, em Dezembro do ano passado, ajudou motoristas a passar pelo local.
ENTENDA O CASO:
No último dia 15 de Dezembro/2015, um caminhoneiro tentava passar pela ponte sobre o Rio Arataú, a 22 km de Pacajá, quando a estrutura de concreto veio a baixo, ele chegou a ser socorrido por moradores da vila Arataú, mas segundo a PRF, morreu no Hospital de Novo Repartimento na quarta-feira 16, pela manhã. DNIT e PRF foram para o local e trabalharam para garantir o tráfego, um desvio foi construído.
É a segunda vez que a ponte cai, em agosto de 2014, um caso parecido deixou o local com tráfego desviado por 3 meses, naquele acidente ninguém morreu.
Mais informações a qualquer momento.

Por Vale do Xingu 

Elcione Barbalho recebeu R$ 100 mil para campanha política


Do R$ 1 milhão doado nas eleições de 2014 pelos sócios do Grupo Libra - arrendatário desde 1998 de terminal no Porto de Santos - e repassado pela campanha do vice-presidente Michel Temer a 12 políticos do PMDB, R$ 100 mil foram para a candidatura à Câmara de Elcione Barbalho (PA). A deputada reeleita é mãe de Helder Barbalho, hoje ministro dos Portos e na época candidato ao governo do Pará. As informações são da Agência Estado.

Em setembro de 2015, o antecessor de Helder na pasta, o deputado Edinho Araújo (PMDB-SP), aliado de Temer, fez acordo com o Libra extinguindo as ações de cobrança do governo por inadimplência do grupo. Em vez de cobrar a dívida na Justiça, a União preferiu negociar sob arbitragem privada. Com isso, o Libra pôde renovar sua concessão para operar no Porto de Santos por mais 20 anos. Essa exceção a concessionários inadimplentes foi aberta em 2013, por emenda do então líder do PMDB, Eduardo Cunha, à Lei dos Portos.

Foto: Fernando Araújo/O Liberal
Foto: Fernando Araújo/O Liberal

À época do repasse de R$ 100 mil para a campanha de sua mãe, Helder não era ministro, mas candidato. Disputava, pelo PMDB, o governo do Pará - que já havia sido comandado por seu pai, o hoje senador Jader Barbalho. Derrotado nas urnas, Helder virou ministro da Pesca do segundo governo Dilma. Ficou no cargo até outubro de 2015, quando seu cargo foi extinto e ele virou ministro dos Portos, no lugar do aliado de Temer.

Na carta enviada pelo vice a Dilma queixando-se do tratamento que recebia no governo, Temer escreveu: “A senhora não teve a menor preocupação em eliminar do governo o Deputado Edinho Araújo, deputado de São Paulo e a mim ligado”.

REUNIÕES

Desde setembro, os contatos pessoais entre o novo titular dos Portos e o vice se intensificaram. De janeiro a agosto, o então ministro da Pesca aparece apenas uma vez na agenda oficial de Temer. Eles estiveram juntos também em viagem à Rússia. Como ministro de Portos, Helder se encontrou oficialmente com o vice em pelo menos seis ocasiões.

Segundo as assessorias da Secretaria de Portos e da deputada Elcione Barbalho, não há conflito de interesses na doação dos sócios do Libra porque: 1) não cabe ao ministério fiscalizar o contrato com o arrendatário, mas à Agência Nacional de Transportes Aquaviários; 2) Helder não era ministro de Portos na renovação do contrato; 3) a doação de pessoas físicas é legal; 4) o dinheiro foi para o PMDB e, daí, repassado pela campanha de Temer à de Elcione, cujas contas foram aprovadas pela Justiça.

Os doadores aos candidatos do PMDB foram os irmãos Rodrigo Borges Torrealba e Ana Carolina Borges Torrealba Affonso. Cada um dos sócios do grupo Libra doou R$ 500 mil.

Por Ormnews

UFPA oferta primeiro curso de doutorado em Artes na Amazônia

Lançamento do edital está previsto para o primeiro semestre de 2016.
Processo seletivo abrirá vagas para 13 candidatos.

A Universidade Federal do Pará oferta o primeiro curso de doutorado em Artes na Amazônia, a partir de 2016, em Belém. De acordo divulgado pela Universidade nesta terça-feira (5), o lançamento do edital de seleção está previsto ainda para o primeiro semestre deste ano.
A primeira seleção terá a abertura de 13 vagas para candidatos que já possuam o título de mestre. Os interessados terão acesso às informações sobre o processo seletivo através do site da PPGArtes da UFPA.
Primeiramente, três linhas de pesquisa estão previstas para o novo curso, sendo: “História, Crítica e Educação em Artes”, “Poéticas e Processos de Atuação em Artes” e “Teorias e Interfaces Epistêmicas em Artes”. O corpo docente permanente do programa será constituído por treze pesquisadores.
“Há poucos cursos de doutorado em Arte no Brasil e esta é uma grande área que possui várias vertentes como a música, a dança, o teatro, dentre outras. Isso significa que a demanda por formação é muito grande e as oportunidades são poucas”, afirma o pró-reitor Emmanuel Tourinho.
De acordo com a coordenadora do PPGArtes, professora Sônia Chada, há uma grande demanda pelo curso de doutorado em Artes. Desde 2010, o Instituto de Ciências da Arte (ICA/UFPA) vem formando, em média, 30 alunos por turma.
“O PPGARTES, nos últimos anos, também tem sido uma opção para alunos de outras cidades do Pará, da região Amazônica e para candidatos da região nordeste do Brasil. Se considerarmos, ainda, que este Doutorado em Artes é o único da Região Norte do país, penso que essa primeira seleção vai ser bastante concorrida”, comenta a coordenadora.

Por G1 PA

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Cargos com salários de até R$ 7.496,09


Já estão abertas as inscrições para o concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os interessados em concorrer às 950 vagas nos cargos de analista do seguro social e técnico do seguro social devem acessar o site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), mais conhecido como Cespe/UnB.

O período para se inscrever termina no dia 22 de fevereiro de 2016. No ato da inscrição, o candidato deverá optar pelo cargo/gerência-executiva a que deseja concorrer e por uma cidade de realização de provas, não sendo permitida a sua alteração posteriormente.

No Pará, as provas serão aplicadas em Belém, Marabá e Santarém.

A taxa de inscrição é de R$ 80 para cargos de nível superior e de R$ 65 para nível médio. Os candidatos que tiverem direito à isenção de pagamento da taxa devem preencher requerimento durante o período de inscrição regular.

O salário é de R$ 4.886,87 para técnico - que requer o nível Médio; e de R$ 7.496,09 para analista, com exigência de nível superior em Serviço Social.

Para ambos os cargos, a jornada de trabalho será de 40 horas semanais (Divulgaçao: INSS)

Do total de vagas, 800 são para técnicos e 150 para analistas, ambos com jornada semanal de 40 horas. Estão previstas as reservas de vagas para negros (20%) e para candidatos com deficiência (5%).

PROVAS

O concurso terá apenas provas escritas objetivas, que ocorrerão na data prevista de 15 de maio de 2016, com duração de três horas e meia, no turno da manhã (para analista) e no turno da tarde (para técnico).

Os gabaritos oficiais preliminares das provas sairão após às 19 horas do dia 17 de maio de 2016.
Confira o edital completo!

Por  DOL

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Dilma fixa em R$ 880 valor do salário mínimo a partir de 1º de janeiro

 
 Mínimo atual é de R$ 788; novo valor corresponde a reajuste de 11,6%.
Decreto será publicado na edição desta quarta (30) do 'Diário Oficial'.


A presidente Dilma Rousseff assinou nesta terça-feira (29) decreto que fixa em R$ 880 o salário mínimo que entrará em vigor em 1º de janeiro de 2016. O decreto será publicado na edição desta quarta-feira (30) do "Diário Oficial da União".
Atualmente, o salário mínimo é de R$ 788. O novo valor representa um reajuste de 11,6%. A inlfação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) é de 10,28% no acumulado de 2015 e de 10,97% no acumulado dos últimos 12 meses.Em agosto, quando enviou a proposta de Orçamento de 2016 ao Congresso Nacional, o governo previa uma elevação do mínimo para R$ R$ 865,50. Quando o Congresso aprovou, no último dia 17, a previsão era R$ 870,99.
 O valor foi alterado porque é atualizado com base nos parâmetros estabelecidos para sua correção – crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes e inflação do ano anterior medida pelo INPC, índice que reflete a alta de preços para famílias com renda entre um e cinco salários mínimos.
Em nota, o governo informou que o reajuste dá continuidade à política de valorização do mínimo, "com impacto direto sobre cerca de 40 milhões de trabalhadores e aposentados, que atualmente recebem o piso nacional".
Previsões iniciais
Em 2012, quando enviou a proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2013, o governo previa que o salário mínimo superasse a barreira dos R$ 800 já em 2015.
Mas o crescimento do PIB ficou abaixo do que o governo esperava na ocasião, o que resultou em uma alta menor do mínimo.
Em abril de 2013, na proposta da LDO do ano seguinte, o governo previa que o salário mínimo somaria R$ 849,78 em 2016. Em março do ano passado, na proposta da LDO de 2015, a estimativa do Executivo para o valor do mínimo de 2016 já havia recuado para R$ 839,24.

Por  G1

Veja os concursos públicos para Mojuí dos Campos e Santarém em 2016

Alguns concursos públicos devem acontecer em 2016 nos municípios de Santarém e Mojuí dos Campos, oeste do Pará, totalizando mais de 250 vagas. Os concursos são nas três esferas: municipal, estadual e federal, os salários chegam a atingir quase R$7.500.
Dos certames, dois já encerraram as inscrições, um está aberto e outro vai abrir em janeiro.

As vagas são para diversos setores, que incluem bombeiros, jornalistas, procuradores jurídicos, entre outros.
Confira abaixo quais os concursos:

Câmara de Vereadores de Santarém
A Câmara de Santarém realiza o primeiro concurso público abrindo 40 vagas do quadro de pessoal efetivo em cargos de nível superior, médio, curso técnico e fundamental.

O concurso público está sob a responsabilidade da empresa Inaz do Pará Serviços de Concursos Públicos LTDA – EPP. O processo de inscrição encerra em 29 de janeiro de 2016 e é realizado somente pela internet.

As vagas são para procurador jurídico, diretor legislativo, assessor de comunicação, jornalista, auxiliar administrativo, técnico em informática, motorista, vigia, serviços gerais, redator e assistente administrativo. Os salários vão de R$1.000 a R$4.000. lveja  mais 

G1 santarém

sábado, 26 de dezembro de 2015

Em 2015, consumidores falaram menos ao celular e aumentaram o uso de internet

 Sabrina Craide - Repórter da Agência Brasil

Uma mudança de comportamento dos usuários de telefonia móvel fez com que, em 2015, o número de linhas de celulares caísse no país pela primeira vez. Serviços como o de TV por assinatura e telefonia fixa também tiveram sua primeira queda no número de usuários, motivada pela crise econômica. No entanto, os serviços de internet fixa e móvel, especialmente na tecnologia 4G, tiveram forte expansão no ano.

O setor de telefonia celular, que vinha crescendo a cada mês, apresentou uma queda de 2,8% no número de linhas ativas neste ano. Em janeiro, havia 281,7 milhões de linhas ativas no país e, em outubro (número mais recente da Anatel), o número havia caído para 273,8 milhões. A tendência de queda na telefonia celular era esperada só para daqui a dois ou três anos pelos agentes do setor, mas começou a ocorrer em junho deste ano.

smartphone
Parte  da  queda  é  atribuída  à  redução  de  4,5% no número de celulares com chip pré-pagoArquivo/ABr
Boa parte da queda é atribuída à diminuição do número de celulares com chips pré-pagos, segmento que teve redução de 4,5%. O percentual corresponde a uma queda de 10 milhões de chips. No mesmo período, os celulares pós-pagos apresentaram leve aumento, de 0,3%.

A queda no número de usuários de celular pode ser explicada por uma mudança de comportamento dos brasileiros. Em vez de ter dois ou três chips em cada aparelho para usar os serviços de voz, os clientes estão optando por trocar mensagens de texto e de voz por meio de aplicativos como o WhatsApp, que utilizam apenas dados de internet.

“O brasileiro tinha dois ou três chips para se comunicar com pessoas de várias operadoras. Na medida em que ele passa a se comunicar por meio de mensagens, ele não precisa mais disso, o que precisa é de um pacote de dados. Então, vemos o usuário descartando esse segundo ou terceiro chip, o que está levando a um encolhimento da base de pré-pagos”, diz Eduardo Tude, presidente da consultoria Teleco. Segundo ele, essa tendência deve continuar porque o usuário está abandonando o serviço de voz e passando a gastar em dados.

Por causa desse comportamento, o acesso à internet móvel, que já tinha aumentado em mais de 50% no ano passado, cresceu 13,5% entre janeiro e outubro de 2015. O destaque foi para o crescimento dos acessos em 4G, que passaram de 7,8 milhões em janeiro para 20,4 milhões em outubro. A banda larga fixa teve um aumento de 5,4% no número de assinantes. Em janeiro eram 24,1 milhões de usuários, e em setembro cresceu para 25,4 milhões.

O setor de TV por assinatura foi outro que apresentou uma queda pela primeira vez este ano. Em janeiro, eram 19,65 milhões de assinantes, mas os números começaram a cair em maio. Os dados mais recentes divulgados pela Anatel são de outubro e mostram que o número de assinantes passou para 19,39 milhões, uma queda de 1,3%. No ano passado, o setor havia crescido 8,7%. Entre 2010 e 2014, o número de assinantes dobrou.

A crise econômica foi um dos principais motivos para a queda do número de assinantes. O especialista Eduardo Tude explica que a principal queda foi na tecnologia por satélite, que oferece planos mais baratos para atender famílias de renda mais baixa. “Esse pessoal acabou cortando a TV por assinatura e isso deu um impacto este ano. Acredito que, com a melhoria da situação econômica, o setor pode voltar a crescer”.

Na telefonia fixa também houve queda no número de usuários. Em janeiro, havia 45 milhões de linhas ativas e, em outubro, foram registradas 44,04 milhões de linhas de telefonia fixa, uma queda de 2,2%. A crise econômica também pode ser apontada como a causa da redução do número de usuários. “Já havia uma migração dos usuários de concessionárias para as autorizadas, mas o número total se mantinha estável, com um pequeno crescimento, e este ano estamos vendo uma queda. Acredito também que seja devido à crise econômica”, diz o especialista.

Edição: Lílian Beraldo

Agencia Brasil

Alemanha destina R$ 41 milhões para combater os desmatamento


O Fundo Amazônia receberá 9,92 milhões de euros (R$ 41 milhões) no próximo ano, informou o Ministério do Meio Ambiente (MMA) ao formalizar com o governo alemão um termo em que o país europeu contribuirá com recursos para programas de conservação na floresta amazônica em 2016. O objetivo será combater o desmatamento e promover o desenvolvimento sustentável na região.

Em seu site, o MMA explica que este montante a ser liberado pelo governo alemão auxiliará o Brasil no cumprimento das metas nacionais da Pretendida Contribuição Nacionalmente Determinada (INDC) de redução de emissões de gases de efeito estufa, apresentadas às Nações Unidas em setembro último. O compromisso é reduzir 37% das emissões até 2025 e 43%, até 2030 – ambos em comparação aos níveis de 2005. “O Fundo Amazônia está entre os principais instrumentos para a implementação da INDC brasileira”, avaliou o secretário executivo do MMA, Francisco Gaetani.

O efeito estufa, um fenômeno natural provocado pela emissão de gases na atmosfera, vem aumentando nas últimas décadas em função da ação humana e gerado mudanças no clima. As emissões de gases como o dióxido de carbono e o metano são apontadas como as principais causas do aquecimento global. A liberação desses gases na atmosfera ocorre por conta de diversas atividades como a queima de combustíveis fósseis, o desmatamento, a agricultura, a pecuária e a geração e o consumo de energia.

Com o objetivo de frear os prejuízos registrados, foi criada a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima (UNFCCC, na sigla em inglês), que conta com 195 países signatários. Todos os anos, representantes de todas essas nações se reúnem na Conferência das Partes (COP) para elaborar protocolos de mitigação e para acompanhar as ações e acordos estabelecidos anteriormente.

O Acordo de Paris é o mais novo pacto de corte de emissões firmado entre os signatários da UNFCCC. Firmado no último dia 12, ao fim da COP 21, o documento estabelece o objetivo de manter o aumento da temperatura média global a bem abaixo de 2ºC em relação aos níveis pré-industriais e garantir esforços para limitar o aumento da temperatura a 1,5ºC. O documento inclui, entre outras coisas, o financiamento coletivo de um piso de US$ 100 bilhões por ano para países em desenvolvimento, considerando suas necessidades e prioridades.

Homem mais obeso do mundo morre no México


O mexicano Andrés Moreno Sepúlveda, que era considerado o homem mais obeso do planeta, morreu nesta sexta-feira (25). As informações iniciais são que ele teria sofrido um infarto, no estado de Sonora, no México. Andrés chegou a pesar 450 quilos.

"Amigos e familiares, lamento lhes informar que Andrés Moreno acaba de morrer. Peço suas orações para ele", escreveram parentes no Facebook.

Moreno, um ex-policial de 38 anos, realizou uma cirurgia no dia 28 de outubro deste ano para redução de peso. Nesta sexta-feira, foi conduzido ao hospital com uma peritonite quando sofreu o infarto, segundo a imprensa local.

A obesidade é um dos principais problemas de saúde do México, onde 70% dos adultos e 30% das crianças sofrem de sobrepeso.

DOL

Alistamento militar pode ser feito pela internet em nove estados

Prazo para alistamento militar obrigatório começa no dia 2 de janeiro Fernando Frazão/Agência

Brasil
O prazo para alistamento militar obrigatório de jovens do sexo masculino que completam 18 anos em 2016 começa no dia 2 de janeiro e vai até o dia 30 de junho. Para fazer o alistamento, os jovens devem se apresentar às Juntas de Serviço Militar (JSM) de suas cidades, munidos de certidão de nascimento ou documento equivalente, como carteiras de identidade, de motorista, e uma foto 3x4 recente. O serviço também estará disponível pela internet em nove estados. Neste caso, o prazo de inscrição começa no dia 1º de janeiro.

Após a inscrição, o jovem será informado sobre a data de comparecimento à instalação da força militar escolhida (Exército, Marinha ou Aeronáutica) para participar da seleção geral ou ser dispensado. Quem não fizer o alistamento, deverá pagar multa, de acordo com a quantidade de dias que deixou de comparecer, e ficará impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargo público e fazer matrícula em universidades públicas.

Internet

Jovens de oito estados poderão, a partir de 1º de janeiro, fazer o alistamento pela internet. O serviço estará disponível no Amapá, na Bahia, no Maranhão, em Mato Grosso, em Mato Grosso do Sul, no Pará, no Paraná, em Santa Catarina e em Sergipe. Neste caso, o prazo para a inscrição também termina no dia 30 de junho.

Quem mora no exterior deverá procurar os consulados ou embaixadas do Brasil para se alistar. Neste caso, o alistamento pela internet vale somente para jovens que residem em cidades atendidas pelos consulados de Hartford (Estados Unidos), Munique (Alemanha), Hamamatsu (Japão) e Porto (Portugal).

De acordo com o Ministério da Defesa, cerca de 2 milhões de jovens se alistam todos os anos, sendo que 600 deles participam da seleção geral e 200 são incorporados às Forças Armadas.

Edição: Carolina Pimentel
Agencia brasil

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Ministros do TCU criticam aprovação das contas de Dilma

Ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) criticaram ontem a decisão do senador Acir Gurgacz (PDT-RO), relator das contas de 2014 da presidente Dilma Rousseff no Congresso, de propor a aprovação das contas, contrariando parecer unânime do TCU pela rejeição. Três ministros ouvidos pelo GLOBO afirmaram que a avaliação do senador foi “política”, enquanto a decisão do tribunal foi “técnica”.

As “pedaladas fiscais”, manobra em que o governo retém pagamentos a bancos públicos para melhorar artificialmente as contas, são o ponto principal do parecer do TCU pela rejeição. O Tribunal de Contas concluiu que a manobra configura uma operação de crédito, pois os bancos se viram obrigados a assumir o pagamento de programas como Bolsa Família, o que infringe a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Esse entendimento contraria tanto a defesa do governo quanto a conclusão do relator das contas no Congresso.

DECRETOS TAMBÉM IRREGULARES

Além disso, a sugestão de reprovação das contas pelo TCU levou em conta a edição de decretos que autorizaram gastos sem aval do Congresso, num momento em que deveria haver cortes de despesas por conta da queda de arrecadação. As duas acusações são a base do processo de impeachment de Dilma aberto na Câmara.

O ministro Augusto Nardes, relator das contas no TCU, disse que ministros da área econômica do governo reconheceram a existência das “pedaladas”. O montante, de R$ 57 bilhões, está expresso na proposta orçamentária enviada ao Congresso, que prevê déficit fiscal.

— Os dois ministros que assumiram recentemente (Nelson Barbosa, da Fazenda, e Valdir Simão, do Planejamento) reconheceram que existe a dívida com os bancos por conta das “pedaladas” e que estão tentando resolver. Tanto que o Orçamento foi enviado com déficit. Esses fatos falam por si só — disse Nardes, responsável pelo voto a favor da rejeição seguido pelos colegas.

Nardes afirmou que todas as decisões do tribunal foram técnicas:

— A decisão foi unânime dos ministros. A decisão do Congresso é que é eminentemente política. A do TCU foi eminentemente técnica. leia mais                                                                                           ormnews                  

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Região Norte registra a cesta básica mais cara do País

 Gasto com a alimentação subiu 5,50%, chegando a R$ 479,59

O preço da cesta básica na região Norte aumentou 5,50% entre outubro e novembro, chegando a R$ 479,59 - aumento de R$ 25,00 em relação ao mês anterior, quando fechou em R$ 454,59. Foi disparada a maior alta do País e manteve a cesta da região como a mais cara do Brasil, segundo pesquisa realizada pela consultoria GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Para efeito de comparação, a segunda maior elevação mensal foi observada no Centro-Oeste (4,52%), que fechou outubro com o valor de R$ 423,00. A região Sul aumentou o preço da cesta básica em 3,82%, encerrando o mês em R$ 475,10; a Sudeste em 3,71%, resultando em R$ 418,98 o valor da cesta; e a Nordeste, com alta de 3,32%, com cesta de R$ 371,42.

Em todo o País, a pesquisa registrou alta de alta de 4,20%, passando  de R$ 417,74, em outubro, para R$ 435,29, em novembro. No acumulado dos últimos 12 meses (entre novembro de 2014 e novembro de 2015), a cesta Abrasmercado acumula crescimento de 15,09% (no mesmo período o IPCA subiu 10,48%). Entre as maiores altas estão itens como batata (45,57%) e tomate (37,27%).  Já as maiores quedas foram registradas por leite longa vida (-1,70%) e biscoito Cream Craker (-1,33%). A pesquisa Abrasmercado, divulgada ontem, avalia 35 produtos de largo consumo (alimentos, incluindo cerveja e refrigerante, higiene, beleza e limpeza doméstica).


VENDAS

A pesquisa ainda aponta que as vendas do setor supermercadista em novembro, em valores reais deflacionadas pelo IPCA/IBGE, apresentaram queda de -4,31% na comparação com o mês de outubro; e queda de -7,13% em relação a novembro de 2014. No acumulado do ano, as vendas apresentaram queda de -1,61%, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Em valores nominais, as vendas do setor apresentaram queda de -3,34% em relação ao mês anterior e, quando comparadas a novembro do ano anterior, alta de 2,60%. No acumulado do ano, as vendas nominais cresceram 7,09%.

Refletindo as dificuldades políticas e econômicas do País, em novembro as vendas dos supermercados mostraram recuo mais uma vez. O alto nível de desemprego em novembro, da ordem de 7,5% (contra 4,8% no mesmo mês de 2014) fez com que o rendimento real do trabalhador apresentasse uma queda de 12,2% em um ano, o que influenciou fortemente o resultado do setor.

Para o vice-presidente da Abras, João Sanzovo Neto, os números do setor são negativos, mas estão em linha com a economia do País. "Tanto a indústria quanto o setor de serviços deverão apresentar recuos fortes neste ano de 2015. A nossa expectativa é de que no próximo ano, medidas importantes do ajuste fiscal sejam aprovadas e que finalmente comecemos a sair da crise e possamos retomar a trajetória do crescimento", afirmou.

ORMNEWS

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

CUNHA TENTA JOGAR SUA CASSAÇÃO NA ESTACA ZERO

Comissão de Constituição e Justiça, presidida por Arthur Lira (PP-AL), reúne-se hoje para votar recurso do deputado Carlos Marun (PMDB-MS) contra a decisão do presidente do Conselho de Ética de não permitir vista no parecer de admissibilidade da representação que pede a cassação do presidente da Câmara; 'Em princípio, seria quase impossível vencer a posição de Cunha, mas nas vésperas do Natal, com quórum duvidoso, pode prevalecer a mobilização de sua “tropa”', alerta Fernando Brito, do Tijolaço


Por Fernando Brito, o Tijolaço

Quando todo mundo achava que tinha terminado “até o ano que vem”, hoje à tarde tem mais uma do Eduardo Cunha.

A partir das 14;30 h, a Comissão de Constituição e Justiça , presidida pelo “cunhista” Arthur Lira (PP-AL), reúne-se para votar recurso do deputado Carlos Marun (PMDB-MS) contra a decisão do presidente do Conselho de Ética de não permitir vista no parecer de admissibilidade da representação que pede a cassação do presidente da Câmara, recurso relatado pelo também “cunhista” Elmar Nascimento (DEM-BA).

Em princípio, seria quase impossível vencer a posição de Cunha, mas nas vésperas do Natal, com quórum duvidoso, pode prevalecer a mobilização de sua “tropa”.

Na prática, isso significa anular a aprovação do relatório do deputado Marcos Rogério (PDT-RO) e a própria notificação de Cunha para que apresente defesa.

De novo e de novo, à estaca zero.

Até depois do Carnaval.

Obvio que Cunha sabe que, na Comissão de Ética ou no Supremo, terminará por ser afastado e condenado, no mínimo, à perda do mandato.

A menos que…

Sim, a menos que se reúnam as condições para votar o pedido de impeachment, sucessivamente, na Comissão Especial, no plenário e entregar o fato político quase consumado ao Senado.

Vinte ou trinta votos que sobrevivam na poderosa bancada cunhista, avariada pelos disparos de grosso calibre da PGR, que a aponta como “grupo criminoso” serão o fiel da balança.

Alguém acredita que, com toda a sua afetação, aecistas, serristas e alquimistas atirarão fora os votos que lhes podem ser decisivos?

E as instituições da República, enquanto isso, gozam de seu recesso de verão

brasil247

Governo do Estado promoverá dezenove concursos em 2016

Segundo Alice Vianna, com isso o Estado cumpre os Termos de Ajuste de Conduta que prevêm a substituição dos servidores temporários por efetivos
Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 21/12/2015 17:17:00

O Governo do Pará abrirá concurso público para o provimento de vagas em diversos órgãos da administração direta e indireta. Ao todo, serão dezenove até o final de 2016, sendo oito no primeiro semestre e onze no segundo. Os concursos foram reprogramados para o ano que vem, já que o Estado atingiu o limite prudencial de gastos estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) em 2015.

De acordo com a secretária de Estado de Administração, Alice Viana, a realização dos concursos também cumpre os Termos de Ajustes de Conduta (TAC) firmados com o Ministério Público do Estado e Ministério Público do Trabalho, que prevêm a substituição dos servidores temporários por efetivos. "Estamos dando continuidade à política de renovação da força de trabalho e profissionalização dos órgãos do Estado, que desde 2011 já efetivou aproximadamente 14 mil concursados”, afirma.

Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC), Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia (Hemopa), Instituto de Gestão Previdenciária (Igeprev), Polícia Civil - área meio - e Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) têm edital previsto para ser divulgado em julho de 2016, ofertando 869 vagas no total.

Já os concursos da Agência Estadual de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), Fundação Carlos Gomes (FCG), Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV), Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), Hospital Ofir Loyola (HOL), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) têm previsão para edital em novembro de 2016 e a vagas ainda serão dimensionadas de acordo com estudos da Secretaria de Estado de Administração. Nessa leva está incluído também o concurso para procurador autárquico.

Segurança - Na área de segurança pública serão ofertadas 2.194 vagas para a Polícia Militar e 650 vagas para a Polícia Civil, com editais previstos para serem divulgados já no primeiro mês de 2016. Na PM as vagas são distribuídas da seguinte forma: 2000 para soldados, 160 para oficiais, 8 para 1º tenente oficial complementar e 26 para 1º tenente oficial de saúde. Na Polícia Civil serão 150 vagas para delegado, 300 para investigador, 180 para escrivão e 20 para papiloscopista.

Os salários para cargos de nível médio variam entre R$ 815,00 e R$ 1.200,00; e oa de nível superior ficam entre R$ 2.727,00 e R$ 3.247,00. Para os policiais civis aprovados para as funções de investigador, escrivão e papiloscopista o salário inicial é de R$ 4.896,00, enquanto para delegado os vencimento ficam na faixa de R$ 11.500,00. Na Polícia Militar, os salários iniciais dos soldados acrescidos dos benefícios somam R$ 2.836,00; para oficiais combatentes o salário começa com R$ 3.980,00 e para os oficiais complementares com R$ 5.859,00.

Luciana Benicio
Secretaria de Estado de Administração

Agencia pará 

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

MAIORIA DOS DEPUTADOS QUER RENÚNCIA E CASSAÇÃO DE CUNHA


Pesquisa Datafolha realizada entre os dias 7 e 8 de dezembro mostra que aumentou o número de deputados federais favoráveis à renúncia do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Segundo a sondagem, 62% defendem que o peemedebista tome a iniciativa de deixar o cargo; o Datafolha também perguntou sobre uma eventual votação pela cassação de Cunha: os que pretendem votar contra ele somam 60% (eram 35% na pesquisa anterior); os que afirmam que votariam contra a cassação são apenas 8%


Pesquisa Datafolha realizada entre os dias 7 e 8 de dezembro mostra que aumentou o número de deputados federais favoráveis à renúncia do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Segundo a sondagem, 62% defendem que o peemedebista tome a iniciativa de deixar o cargo. Este índice era de 45% no final de outubro. Na pesquisa mais recente, 18% são contra a saída de Cunha. Outros 20% não se posicionaram.

Entre colegas de seu partido, o PMDB, a maioria também quer a renúncia de Cunha. São 38% a favor e 30% contra. No PT, 86% concordam com a renúncia. Só 2% são contra. Na oposição, 79% se declararam a favor da saída do peemedebista.

O Datafolha também perguntou sobre uma eventual votação pela cassação de Cunha. Os que pretendem votar contra ele somam 60% (eram 35% na pesquisa anterior). Os que afirmam que votariam contra a cassação são agora apenas 8% (eram 13%).

A pesquisa sugere que a indecisão em relação ao assunto diminuiu. Antes, 52% dos deputados preferiam não responder sobre uma eventual votação de cassação de Cunha. A taxa caiu para 32%.                                                                                                                                                                          brasil247

Prefeito de Oriximiná é acusado de distribuir R$ 3 mi em ano eleitoral


De acordo com ação, distribuição de valores foi de forma irregular.
Prefeito e vice foram cassados pelo TRE-PA, mas conseguiram liminar.                                        A ação judicial movida contra o prefeito Luiz Gongaza Viana e o vice-prefeito Antônio Odinélio Tavares da Silva, de Oriximiná, oeste do Pará, objetiva apurar a distribuição irregular de R$ 3.428.507,82, em ano eleitoral.

Prefeito e vice foram cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) no dia 1º de dezembro, mas foram notificados somente na quinta-feira (17). Eles recorreram e conseguiram na sexta-feira (18) liminar concedida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para permaneceram no cargo até o julgamento.
Entre as irregularidades apontadas estão a distribuição de medicamentos, materiais de construção, motores de embarcações, abadás, vacinas e até urnas funerárias, além de concessão de auxílios financeiros no período eleitoral.
s auxílios financeiros todos eles no histórico do empenho estão como ajuda financeira a pessoas carentes, só que esses auxílios financeiros não passavam por nenhum tipo de avaliação com as assistentes sociais, na verdade a avaliação quem fazia era o prefeito"
auditora fiscal da Secretaria de Finanças, Vânia Oliveira
Segundo a auditora fiscal da Secretaria de Finanças do município, Vânia OIiveira, no Portal Transparência aparece parente do prefeito sendo beneficiado com dinheiro público. O familiar teria recebido auxílios financeiros nos valores de R$750 e R$1.500 de premiações culturais. O nome de uma mulher que foi candidata à vereadora pela coligação Unidos por Oriximiná também aparece no portal, como quem recebeu ajuda financeira. “Fiz esse levantamento, a cidade é relativamente pequena, a gente conhece todo mundo então comecei a verificar que tinha candidatos da coligação do prefeito recebendo ajuda de auxílio financeiro. Os auxílios financeiros todos eles no histórico do empenho estão como ajuda financeira a pessoas carentes, só que esses auxílios financeiros não passavam por nenhum tipo de avaliação com as assistentes sociais, na verdade a avaliação quem fazia era o prefeito. Os auxílios financeiros eram concedidos desde servidor público, filho de servidor público e prestadores de serviço da prefeitura também recebiam essas ajudas”, contou. (Veja o vídeo).
A ação foi movida por Angêlo Ferrari (PSD), ex-candidato à prefeitura de Oriximiná, que ficou em segundo lugar nas eleições de 2012.
O G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Oriximiná e aguarda um posicionamento sobre as acusações.  lei mais                                                                                                                                                                                                                                                               G1 Santarém

sábado, 19 de dezembro de 2015

Após reforma, ponte sobre o rio Moju é entregue à população

Obra vai melhorar o fluxo na Alça Viária, importante via de ligação entre a região metropolitana e as rodovias de acesso ao sul do Pará 
Foto: Cristino Martins/Agência Pará
Foto: Cristino Martins/Agência Pará

A ponte Moju Cidade foi entregue à população durante uma cerimônia na manhã deste sábado (19) pelo governador Simão Jatene, prefeitos e secretários. A ponte foi interditada em março de 2014 quando uma balsa carregada com 900 toneladas de dendê abalou e destruiu uma coluna da estrutura. Uma das ferramentas fundamentais no processo de reforma foi o equipamento A-Frame, que conseguiu cortar as 'línguas' da ponte, acelerando o proceso e diminuindo possíveis impactos ambientais.

Os trabalhos de reconstrução começaram cinco dias após o acidente. Balsas foram colocadas para fazer o transporte gratuito de passageiros e veículos. Uma das ferramentas fundamentais usadas durante as obras de reconstrução foi o equipamento A-Frame, que conseguiu cortar as “línguas” da ponte, acelerando a reforma e diminuindo possíveis impactos ambientais.

Foto: Antenor Filho/SecomFoto: Antenor Filho/Secom


A obra restaura a integridade da Alça Viária, mais importante via de ligação entre a região metropolitana e as rodovias de acesso ao sul do Pará e à região portuária de Barcarena. O longo prazo de execução se justificou pelo cuidado especial com o meio ambiente.

O projeto de reconstrução começou pelo escoramento da estrutura remanescente. Em seguida, foram retiradas do leito do rio todas as ruínas de concreto, com o auxílio de mergulhadores. A partir daí, vieram as fases mais delicadas: a instalação do A-Frame no topo da ponte, a articulação das “línguas” de concreto para o corte e a retirada, a desconstrução dos tabuleiros afetados pelo choque da balsa, a reconstrução do pilar 14 e reforço das demais colunas e, finalmente, a restauração das lajes maciças de concreto sobre as quais foi finalizada a pista para tráfego de veículos. A ponte ganhou ainda novo sistema de iluminação. Em toda a extensão,  ORM News

Após cassação, prefeito de Oriximiná consegue liminar para seguir no cargo

 Liminar foi concedida nesta sexta-feira (18).
TRE-PA havia cassado os mandatos do prefeito e vice-prefeito.


Cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) em decisão tomada no dia 1º de dezembro, o prefeito Luiz Gongaza Viana e o vice-prefeito Antônio Odinélio Tavares da Silva, do município de Oriximiná, oeste do Pará, conseguiram nesta sexta-feira (18) liminar concedida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para permaneceram no cargo até o julgamento.

Ambos são denunciados por distribuição gratuita de dinheiro e outros materiais na campanha eleitoral de 2012.

A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado esta semana, e só após a publicação que os advogados do prefeito e vice-prefeito puderam recorrer da decisão e conseguiram a liminar em mandado de segurança impetrado no TSE.

Nesse período, os gestores não receberam por escrito do TRE a intimação da cassação para saírem dos cargos, e nem mesmo a Câmara de Vereadores do município para que o presidente do legislativo assumisse a prefeitura. Ou seja, mesmo com a decisão de cassação e liminar, eles não deixaram o Executivo.

G1 santarém